Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Whatever I want

Whatever I want

Ilusões

22.12.15 | nayta

Não há como saber o que vai no pensamento dos outros, não há como ter a certeza das intenções e sentimentos dos que nos rodeiam e fazem parte do nosso dia a dia, mas felizmente temos a possibilidade de olhar além fronteiras e vermos o que pretendemos para o nosso futuro.

Para o meu futuro não prentendia gostar de ti e felizmente ou infelizmente, continua a não ser o que prentendo. Poderia vir a ser algo que eu quisesse se tu também mostrasses ser um pouco diferente, mas como sempre os primeiros dias são uma ilusão e um mar de rosas... uns dias cheios de coisas boas e que no fim vai dar ao mesmo: mágoa e sofrimento.

Não vou compactuar contigo neste jogo, porque sei que vai acabar no mesmo que das outras vezes...eu a sair mal no meio disto tudo e como tu nem te apercebes do mal que me estás a fazer, vou cortar o mal pela raíz e seguir a cabeça em vez do coração. Chega de ser burra ao ponto de me rebaixar perante quem quer que seja. A vida é só uma e eu não irei mais desperdiçá-la .