Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Whatever I want

Whatever I want

Razões

02.07.13 | nayta

Não há razões algumas para eu insistir, mas será preciso mesmo ter razões para fazer alguma coisa? 

Não tenho culpa de me afeiçoar ao que aparentemente me faz bem, não tenho culpa de ser assim.

Sempre me imaginei adulta e ter um grupo de amigos que me acompanharam desde pequena...ter jantares de colegas de secundário, como o meu irmão... Apenas queria chegar ao fim do meu curso e poder entregar e receber fitas dos meus amigos de infância como ele hoje recebeu. Mas nem tudo é como queremos e nem todos são iguais. A vida é feita de escolhas, de obstáculos... de etapas e nós é que escolhemos como superar os obstáculos de cada etapa. Não posso nem vou dizer que não sou feliz, porque sou. Já me habituei a ser feliz à minha maneira. Secalhar eu sou quem sou mais feliz, porque sou eu quem já não vive no mundo de tolerar falsidade, fechar os olhos a todas as coisas más que me fazem (...)

 

2 comentários

Comentar post