Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Whatever I want

Whatever I want

Junção de pensamentos

22.05.13 | nayta


*Perdida neste mundo infimo, neste mundo cretino, assim ando eu!


Hoje deparo-me com a incapacidade de ser aquela rapariga que marcava pelo seu constante sorriso e felicidade... aquela criança do passado simplesmente já não vive dentro de mim. Não há pior sentimento que acordar e ver que toda aquela felicidade não passou de um sonho...não há palavras que descrevam este sentimento de angustia e desespero por saber que mais uma noite passou e vem mais um dia de infelicidade,de solidão... 

Apetece-me pegar nas malas e saír daqui,  ir para longe de tudo e todos ! Para longe desta gente monótona...desta gente mesquinha! Desta gente que no fundo eu gosto muito mas infelizmente são quem mais me magoam...

Amigos sinceramente a mim não me dizem nada...são as pessoas que mais me magoam, as que mais me deslidem...

 ________________________ " ______________________ 

A cada dia que passa apercebo-me de que assim não vai dar... Esforço-me para te agradar, esforço-me a dar o melhor de mim, esforço-me a mostrar-te o que és para mim!! 

É saturante andar nesta rotina de engratidão e desvalorização! Ouvir todas essas palavras injustas, são uma faca que me destrói aos poucos... é como me estarem a roubar o oxigénio quando estou no meio de uma corrida... é como que estar a tirar o mérito do meu esforço... Um dia, talvéz, percebas o quanto te amo e aí, perceberás que todas as tuas más palavras, foram as mais injustas palavras que alguma vez disses-te 

(...)

________________________ " ______________________ 

Quando tudo parece estar num bom caminho, aparece algo que nos faz mudar logo de ideias. 

Como nós eramos e como nós somos vistos... antes eramos um exemplo e hoje... hoje somos uns meros "falhados", uns "não merecidos". Não concordo muito com essa ideia porque cada qual é como é e ninguém pode julgar ninguém. Na minha opinião não há nada que seja fácil e verdadeiro... se é verdadeiro tem de se falhar, tem de se sofrer...tem de haver esforços, tem de haver união, tem de haver tudo e nada. Tem de ser expontâneo, tem de ser no fim de contas, uma sucessão de acontecimentos inesperados, bons e maus... Não me arrependo de nada porque tudo foi/é uma lição de vida, é uma forma de crescermos e tornarmo-nos em grandes pessoas. 

(...)